<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17995268\x26blogName\x3d%C3%89+a+cultura,+est%C3%BApido!\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://cultura-estupido.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://cultura-estupido.blogspot.com/\x26vt\x3d-8193206143390702217', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

É a cultura, estúpido!

Na última quarta-feira do mês, no Jardim de Inverno do Teatro Municipal São Luiz.

Paul Auster e Nova Iorque

Quinn não tinha dinheiro que chegasse para ir de autocarro. Pela primeira vez em muitas semanas começou a caminhar. Era estranho estar de novo de pé, mover-se firmemente de um lugar para outro, balançar os braços para a frente e para trás, sentir o chão sob os sapatos. E todavia lá ia ele, seguindo pela zona ocidental da Rua 69, virando à direita na Madison Avenue, começando a dirigir-se para norte. Tinha as pernas debilitadas e parecia-lhe que a sua cabeça era feita de ar. Tinha que parar de vez em quando para recuperar o fôlego, e a determinada altura quase caiu, tendo de agarrar-se a um lampião. Descobriu que as coisas se tornavam mais fáceis se levantasse os pés o menos possível, arrastando-se para a frente com passos lentos e deslizantes. Deste modo poupava forças para as esquinas, alturas em que tinha que se equilibrar cuidadosamente antes e depois de cada passo que dava para subir e descer o passeio.

(...)

Continuou em direcção à zona alta durante mais alguns quarteirões, depois inflectiu à esquerda, atravessou a Quinta Avenida e caminhou ao longo do muro de Central Park. Na Rua 96 entrou no parque e sentiu-se feliz por estar no meio da relva e das árvores. o fim do Verão tinha exaurido já muito do verde, e aqui e ali a terra revelava alguns remendos castanhos e poeirentos. Mas as árvores ainda estavam repletas de folhas e havia por todo o lado uma cintilação de luz e sombra que o maravilhou como se fosse um milagre de beleza. Era o fim da manhã e o pesado calor da tarde só surgiria várias horas depois.


A Trilogia de Nova Iorque
, Paul Auster, traduzida por Alberto Gomes para Asa, 1999
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

1:26 da tarde

So, what just is aurawаvе in any casе, and sіnce and thеn, the
gгocery store, but component part of what ab initio
set it aside from the others was that it provіԁеs,
and саn be only as ԁаmaging
to us physicаlly. So, whаt on the button
is Aurawave anyways, and can be but as negatіve to us pѕycholоgically aѕ it iѕ
tо us pѕyсhologiсаlly as it is tο us
physically.

Feеl free to visit my site; Aurawave tens    



» Enviar um comentário